Na Política

Biblia Online

08/11/19 | 11:04h (BSB)

Ex-presidentes do Hospital Cirurgia devem ser julgados em 2020

O promotor de justiça do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Bruno Melo, acredita que, ainda neste ano, será iniciada a fase da instrução processual, com as testemunhas indicadas pelo MP e as defesas dos ex-presidentes do Hospital Cirurgia, e que em 2020 ocorra o julgamento das ações judiciais na primeira instância.

Os ex-gestores do Hospital Cirurgia, Gilberto dos Santos e Milton Souza de Santana, são acusados por prática de atos delituosos para desviar os recursos que deveriam ter sido usados para assegurar a prestação de serviços aos pacientes assistidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ao todo, são sete ações judiciais em andamento movidas pelo Ministério Público Estadual, entre elas, supostos crimes de peculato, organização criminosa articulada para desviar recursos públicos, lavagem de dinheiro e ato de improbidade administrativa.

O promotor foi o responsável pela última ação judicial movida contra os acusados por suposta sonegação fiscal. As investigações começaram quando a Procuradoria Geral de Justiça designou o Gaeco para analisar os problemas que aconteciam no Hospital Cirurgia há cerca de um ano e meio. O resultado foi uma intervenção judicial no hospital, com inovação na gestão, volta procedimentos que estavam paralisados e melhoria na eficiência da prestação de serviços.



10-12-2019
 

 

 

Resultados - Eleições 2016

 

Setransp

 

Setransp

 

 

Parceiros
TPM

 

 

Fazer o Bem

 

Ciclo Urbano

 

Adjor

 

Sindjor

 

 

Twitter